Por que tudo acontece comigo ?!
Dia 06/11/2010  Prova do Enem..
Enem a prova que todos os estudantes do 3º ano esperam tão aflitos.. pois é basicamente a prova que pode decidir o futuro deles, podemos dizer que estudamos a vida inteira não pra trabalhar, mais sim pra fazer essa prova.. pq se fosse pra trabalhar estudariamos somente o iriamos querer nos profissionalizar no futuro.. enfim, enem é a coisa mais esperada do ano.. todos os tratam como um bicho de sete cabeças.. fui fazer a prova pensando assim, saí de casa 12:20 para chegar lá 12:55, podem pensar ” há dá tempo de sobra” mais não dá, tem engarrafamento no meio do caminho, consegui chegar lá uns 5 min antes.. começei a fazer a prova uma beleza, a prova tem 4 horas de duração pra fazer 45 perguntas, pois era o que eu pensava que eram só 45 perguntas, quando na verdade era 90 perguntas.. começei a fazer calmamente a hora passando e eu achanta que estava adiantado.. deu 14:00 eu eu tava na 15 questão, marquei calmamente no cartão de resposta, que eu pensava que era metade num dia e a outra no dia seguinte.. de 15:30 eu eu estava quase terminando a prova estava na 35 questão.. pensei que daria tempo de ir no banheira voltar, fazer tranquilo e ainda sobrar tempo.. foi quando eu vi o primeiro candidato entregando a prova, percebi que ele havia marcado as duas metades do cartão, eu estava na 40 pergunta, quando viro a pagina, eu não estava na ultima questão, estava simplesmente na metade da prova, faltanto basicamente 2 horas ou 1:30 pra finalizar o exame.. fiquei apavorado, percebi que eram 90 questões, e pela hora que era eu estava mega atrasado.. começei a fazer tudo correndo, lia rapidamente tudo e respondia, a “mesária” que tava me olhando estranhamente durante a prova toda pq eu estava muito calmo.. até riu quando eu me apavorei e começei a correr.. final de contas fiz a prova correndo, não sei se fui bem.. só sei que dá proxima vez vou me lembrar que a prova tem 90 questões, e tentar utilizar o tempo apropriado de acordo.. bom jáh sei que em fato disso não fui muito bem.. por isso nem to esperançoso pelo resultado..
Só acontece comigo!

Por que tudo acontece comigo ?!

Dia 06/11/2010  Prova do Enem..

Enem a prova que todos os estudantes do 3º ano esperam tão aflitos.. pois é basicamente a prova que pode decidir o futuro deles, podemos dizer que estudamos a vida inteira não pra trabalhar, mais sim pra fazer essa prova.. pq se fosse pra trabalhar estudariamos somente o iriamos querer nos profissionalizar no futuro.. enfim, enem é a coisa mais esperada do ano.. todos os tratam como um bicho de sete cabeças.. fui fazer a prova pensando assim, saí de casa 12:20 para chegar lá 12:55, podem pensar ” há dá tempo de sobra” mais não dá, tem engarrafamento no meio do caminho, consegui chegar lá uns 5 min antes.. começei a fazer a prova uma beleza, a prova tem 4 horas de duração pra fazer 45 perguntas, pois era o que eu pensava que eram só 45 perguntas, quando na verdade era 90 perguntas.. começei a fazer calmamente a hora passando e eu achanta que estava adiantado.. deu 14:00 eu eu tava na 15 questão, marquei calmamente no cartão de resposta, que eu pensava que era metade num dia e a outra no dia seguinte.. de 15:30 eu eu estava quase terminando a prova estava na 35 questão.. pensei que daria tempo de ir no banheira voltar, fazer tranquilo e ainda sobrar tempo.. foi quando eu vi o primeiro candidato entregando a prova, percebi que ele havia marcado as duas metades do cartão, eu estava na 40 pergunta, quando viro a pagina, eu não estava na ultima questão, estava simplesmente na metade da prova, faltanto basicamente 2 horas ou 1:30 pra finalizar o exame.. fiquei apavorado, percebi que eram 90 questões, e pela hora que era eu estava mega atrasado.. começei a fazer tudo correndo, lia rapidamente tudo e respondia, a “mesária” que tava me olhando estranhamente durante a prova toda pq eu estava muito calmo.. até riu quando eu me apavorei e começei a correr.. final de contas fiz a prova correndo, não sei se fui bem.. só sei que dá proxima vez vou me lembrar que a prova tem 90 questões, e tentar utilizar o tempo apropriado de acordo.. bom jáh sei que em fato disso não fui muito bem.. por isso nem to esperançoso pelo resultado..

Só acontece comigo!

Porque tudo acontece comigo ?!
            Furto de Balas, tentativa fracasada!
Quando eu tinha uns 5 a 7 anos, sempre viajava com minha família no carnaval, para Araruama, ficavamos em um sítio da Madrinha da minha Mãe.. enfim, em uma dessas viagens, na volta.. voltamos de carro, e vieram mais algumas pessoas com a gente, o primo da minha mãe e a namorada dele.. como sempre meu pai se perdeu, e fomos parar num lugar totalmente deserto, paramos num bar para pedir informação, entrou eu e minha mãe.. enquanto minha mãe pedia informação, eu como sempre estava reparando em tudo, e reparei que tinha uma vitrine de balas com um pedaço do vidro quebrado, como toda criança adorava balas, vi uma ótima oportunidade de pegar uma bala, queria uma só.. então enfiei minha mão pelo buraco quebrado que havia na vitrine de bala, pensava que minha mão cabia, e deu certo, enfiei minha mão peguei uma bala, mais na hora de tirar a mão foi um problema, minha mão agarrou, se eu puxasse rasgaria minha mão no vidro quebrado, entrei em pânico e comecei a chorar.. quando minha mãe viu, eu estava chorando horrores com a mão presa na vitrine, sem soltar a bala.. minha mãe falou tira a mão dai, eu falei que não podia que estava presa.. tentaram puxar minha mão, mais não dava certo, se puxassem.. “Era uma vez minha mão”.. precisou de quatro homens pra levantar aquele vidro da vitrine, pra eu poder tirar minha mão.. demorou tanto tempo com minha mão lá dentro, que desisti da bala.. por fim de conta, fiquei sem bala, todo constrangido e traumatizado.. voltei no carro com todo mundo rindo e se divertindo, e eu todo emburrado, morrendo de vergonha, e ainda por cima “Sem a porra da Bala”.. ¬¬’
 
Tudo sempre acontece comigo.. (Y)
 
Recado: pessoal postarei aos poucos.. se tiverem alguma história divertida, ou traumatizadora, seja o que for, que aconteceu com você.. mande para:
acontece.comigo@hotmail.com
Teremos o prazer de posta-la aki, e se quiserem concerteza identificaremos o autor.. caso não queiram ser identificados, o autor será desconhecido..
Histórias que não tenham autor, e nem desconhecido.. são histórias próprias que aconteceram com o criador desse blog..
bjos.. fiquem na paz!

Porque tudo acontece comigo ?!

            Furto de Balas, tentativa fracasada!

Quando eu tinha uns 5 a 7 anos, sempre viajava com minha família no carnaval, para Araruama, ficavamos em um sítio da Madrinha da minha Mãe.. enfim, em uma dessas viagens, na volta.. voltamos de carro, e vieram mais algumas pessoas com a gente, o primo da minha mãe e a namorada dele.. como sempre meu pai se perdeu, e fomos parar num lugar totalmente deserto, paramos num bar para pedir informação, entrou eu e minha mãe.. enquanto minha mãe pedia informação, eu como sempre estava reparando em tudo, e reparei que tinha uma vitrine de balas com um pedaço do vidro quebrado, como toda criança adorava balas, vi uma ótima oportunidade de pegar uma bala, queria uma só.. então enfiei minha mão pelo buraco quebrado que havia na vitrine de bala, pensava que minha mão cabia, e deu certo, enfiei minha mão peguei uma bala, mais na hora de tirar a mão foi um problema, minha mão agarrou, se eu puxasse rasgaria minha mão no vidro quebrado, entrei em pânico e comecei a chorar.. quando minha mãe viu, eu estava chorando horrores com a mão presa na vitrine, sem soltar a bala.. minha mãe falou tira a mão dai, eu falei que não podia que estava presa.. tentaram puxar minha mão, mais não dava certo, se puxassem.. “Era uma vez minha mão”.. precisou de quatro homens pra levantar aquele vidro da vitrine, pra eu poder tirar minha mão.. demorou tanto tempo com minha mão lá dentro, que desisti da bala.. por fim de conta, fiquei sem bala, todo constrangido e traumatizado.. voltei no carro com todo mundo rindo e se divertindo, e eu todo emburrado, morrendo de vergonha, e ainda por cima “Sem a porra da Bala”.. ¬¬’

 

Tudo sempre acontece comigo.. (Y)

 

Recado: pessoal postarei aos poucos.. se tiverem alguma história divertida, ou traumatizadora, seja o que for, que aconteceu com você.. mande para:

acontece.comigo@hotmail.com

Teremos o prazer de posta-la aki, e se quiserem concerteza identificaremos o autor.. caso não queiram ser identificados, o autor será desconhecido..

Histórias que não tenham autor, e nem desconhecido.. são histórias próprias que aconteceram com o criador desse blog..

bjos.. fiquem na paz!

Por que tudo acontece comigo ?!
A primeira vez que me afoguei!

Um certo dia de calor quando eu deveria ter pra lá de meus 8 anos por ai.. eu e minha familia fomos viajar para o condominio do meu tio, onde tinha uma quadra enorme, e uma piscina olimpica enorme.. onde ninguém dava pé.. até os adultos ficavam na beirada.. e lá estava eu com minha linda boia de braço e de corpo, realmente para não me afogar.. como toda criança ingênua fiz amiguinhos.. que estavam sentados na escada da piscina.. e como todos os amiginhos gostam de desafios, o meu amiguinho me desafiou a tirar as bóias e pular dentro da piscina, o bobão aki que adora um desafio, foi atrás da idéia do menino.. tirou a bóia e pulou dentro da piscina.. isso que é inteligência.. enfim começei a me afogar.. meus pais, tios, e parentes, estavam na quadra perto da churrasqueira.. que não era muito longe, mais tbm não muito perto.. enfim eles não estavam me vendo, me vigiavam de vez em quando.. nisso eu estava lá a me afogar, e ninguém, ninguém mesmo que tava na piscina veio me salvar, pq tinham medo de se afogar tbm.. enfim um dos meus tios, me viu.. nisso jáh deviam ter se passado alguns minutos.. me viu e avisou aos outros.. derrepente veio todo mundo da minha familia correndo, meu pai que deve ter lá seus 1,60m pulou na piscina pra me salvar.. só que ou era eu ou ele.. pois ele tbm não dava pé e não sabia nadar direito.. enfim ele me pegou pela cintura, me suspendeu, e ficou se afogando.. até que meu tio que deve ter uns 2m ou 1,90m por ai.. pulou e salvou eu e meu pai.. na hora foi um pânico, a raiva dos garotinhos, e das pessoas que não me ajudaram.. bando de fdp.. enfim eu era ingênuo, e genioso ao mesmo tempo, adorava desafios.. por final, tomei um esporro da minha mãe, além de ter me afogado, fiquei traumatizado com piscinas e praias, e toda vez qua vou a um dos dois lugares, a noite sonho que estou me afogando, e não consigo dormir.. o trauma de piscina já passou, mais ainda tenho pavor de praia, mais as frequento..
Hoje em dia aprendi a nadar, finalmente.. e ainda tenho essa história na minha cabeça como se tivesse sido ontem..
Enfim.. tudo acontece comigo!

Por que tudo acontece comigo ?!

A primeira vez que me afoguei!

Um certo dia de calor quando eu deveria ter pra lá de meus 8 anos por ai.. eu e minha familia fomos viajar para o condominio do meu tio, onde tinha uma quadra enorme, e uma piscina olimpica enorme.. onde ninguém dava pé.. até os adultos ficavam na beirada.. e lá estava eu com minha linda boia de braço e de corpo, realmente para não me afogar.. como toda criança ingênua fiz amiguinhos.. que estavam sentados na escada da piscina.. e como todos os amiginhos gostam de desafios, o meu amiguinho me desafiou a tirar as bóias e pular dentro da piscina, o bobão aki que adora um desafio, foi atrás da idéia do menino.. tirou a bóia e pulou dentro da piscina.. isso que é inteligência.. enfim começei a me afogar.. meus pais, tios, e parentes, estavam na quadra perto da churrasqueira.. que não era muito longe, mais tbm não muito perto.. enfim eles não estavam me vendo, me vigiavam de vez em quando.. nisso eu estava lá a me afogar, e ninguém, ninguém mesmo que tava na piscina veio me salvar, pq tinham medo de se afogar tbm.. enfim um dos meus tios, me viu.. nisso jáh deviam ter se passado alguns minutos.. me viu e avisou aos outros.. derrepente veio todo mundo da minha familia correndo, meu pai que deve ter lá seus 1,60m pulou na piscina pra me salvar.. só que ou era eu ou ele.. pois ele tbm não dava pé e não sabia nadar direito.. enfim ele me pegou pela cintura, me suspendeu, e ficou se afogando.. até que meu tio que deve ter uns 2m ou 1,90m por ai.. pulou e salvou eu e meu pai.. na hora foi um pânico, a raiva dos garotinhos, e das pessoas que não me ajudaram.. bando de fdp.. enfim eu era ingênuo, e genioso ao mesmo tempo, adorava desafios.. por final, tomei um esporro da minha mãe, além de ter me afogado, fiquei traumatizado com piscinas e praias, e toda vez qua vou a um dos dois lugares, a noite sonho que estou me afogando, e não consigo dormir.. o trauma de piscina já passou, mais ainda tenho pavor de praia, mais as frequento..

Hoje em dia aprendi a nadar, finalmente.. e ainda tenho essa história na minha cabeça como se tivesse sido ontem..

Enfim.. tudo acontece comigo!

Por que tudo acontece comigo ?!
Como contei sobre o meu quase assalto do dia 30 de outubro, agora contarei do meu primeiro quase assalto..
 
A primeira vez que quase fui assaltado!
Não me lembro a data correta, mais foi no ano de 2010, quando eu estava voltando da escola sozinho, num belo dia nublado.. jáh presentia algo, estava me aproximando de casa, quando de longe avisto um menino numa bicicleta amarela, já sabia o que ia acontecer.. não tinha como voltar, não tinha pra onde sair.. assim que passei por ele, ele começou a me seguir, bem encostado ao meu lado.. olhei em todas as direções e não havia ninguém na rua, e olha que deveria ser umas 4:00 da tarde.. assim que virei a esquina da minha casa, ele me abordou dizendo: encosta ai.. fiquei parado, congelado, com frio na barriga, mais tentei agir calmamente.. tem o que ai pra perder ?! (disse ele).. eu tentando manter a calma disse: nada.. ele que não se convenceu, me perguntou: nada mesmo ?! nenhum celular, mp3, dinheiro, nada ?! eu disse: nada, pode revistar não tenho nada.. e tentando convence-lo disse: sou pobre igual a você.. ele nenhum pouco convencido disse: e qual é a desse tênis, e dessa mochila ?!.. eu que jáh tinha me conformado com aquilo, e estava calmo, disse: é tudo de camelô, meu tenis jáh táh fudido, minha mochila tbm.. sou pobre igual a você.. a partir dai ele se conformou, e começamos a conversar:
ladrão: onde você mora ?!
eu: (estava em frente a minha casa, mais não poderia falar que morava ali, então menti) moro na M., uma favela que tinha não muito longe da minha casa.
ladrão: que série você está ?!
eu: to no 3º ano..
ladrão: você conhece alguém de lá da M. ?!
eu: não, só meus amigos da escola..
ele que jáh estava assustado, pois a M. é uma favela conhecida aki da área.. disse: pode ir então, fé em Deus!
eu disse a mesma coisa(fé em Deus), e fui andando, como não podia entrar em casa, segui a rua sem fim.. então fui em direção a casa da minha amiga, cheguei lá assustado, chorando, tremendo.. nunca havia passado por aquilo antes.. então o pai da minha amiga me levou em casa.. sinceramente não tinha nada de valor pra perder, somente o livro da minha amiga que estava dentro da minha mochila, mais que felizmente como consegui manter a calma, e conversar com o bandido, e convence-lo, ele não me levou nada.. fiquei com o rosto dele gravado na minha cabeça durante semanas, meses.. mais felizmente esqueci.. e nunca mais o vi.. 
Essa é a história da primeira vez que quase fui assaltado, a segunda vocês jáh sabem, foi o meu primeiro post, quem não viu ainda, fique a vontade..
Porque tudo sempre acontece comigo =D

Por que tudo acontece comigo ?!

Como contei sobre o meu quase assalto do dia 30 de outubro, agora contarei do meu primeiro quase assalto..

 

A primeira vez que quase fui assaltado!

Não me lembro a data correta, mais foi no ano de 2010, quando eu estava voltando da escola sozinho, num belo dia nublado.. jáh presentia algo, estava me aproximando de casa, quando de longe avisto um menino numa bicicleta amarela, já sabia o que ia acontecer.. não tinha como voltar, não tinha pra onde sair.. assim que passei por ele, ele começou a me seguir, bem encostado ao meu lado.. olhei em todas as direções e não havia ninguém na rua, e olha que deveria ser umas 4:00 da tarde.. assim que virei a esquina da minha casa, ele me abordou dizendo: encosta ai.. fiquei parado, congelado, com frio na barriga, mais tentei agir calmamente.. tem o que ai pra perder ?! (disse ele).. eu tentando manter a calma disse: nada.. ele que não se convenceu, me perguntou: nada mesmo ?! nenhum celular, mp3, dinheiro, nada ?! eu disse: nada, pode revistar não tenho nada.. e tentando convence-lo disse: sou pobre igual a você.. ele nenhum pouco convencido disse: e qual é a desse tênis, e dessa mochila ?!.. eu que jáh tinha me conformado com aquilo, e estava calmo, disse: é tudo de camelô, meu tenis jáh táh fudido, minha mochila tbm.. sou pobre igual a você.. a partir dai ele se conformou, e começamos a conversar:

ladrão: onde você mora ?!

eu: (estava em frente a minha casa, mais não poderia falar que morava ali, então menti) moro na M., uma favela que tinha não muito longe da minha casa.

ladrão: que série você está ?!

eu: to no 3º ano..

ladrão: você conhece alguém de lá da M. ?!

eu: não, só meus amigos da escola..

ele que jáh estava assustado, pois a M. é uma favela conhecida aki da área.. disse: pode ir então, fé em Deus!

eu disse a mesma coisa(fé em Deus), e fui andando, como não podia entrar em casa, segui a rua sem fim.. então fui em direção a casa da minha amiga, cheguei lá assustado, chorando, tremendo.. nunca havia passado por aquilo antes.. então o pai da minha amiga me levou em casa.. sinceramente não tinha nada de valor pra perder, somente o livro da minha amiga que estava dentro da minha mochila, mais que felizmente como consegui manter a calma, e conversar com o bandido, e convence-lo, ele não me levou nada.. fiquei com o rosto dele gravado na minha cabeça durante semanas, meses.. mais felizmente esqueci.. e nunca mais o vi..

Essa é a história da primeira vez que quase fui assaltado, a segunda vocês jáh sabem, foi o meu primeiro post, quem não viu ainda, fique a vontade..

Porque tudo sempre acontece comigo =D

Por que tudo acontece comigo ?!

Ontem estava saindo pra noitada.. da qual minha mãe não me queria deixar ir, mais meu pai a convenceu.. enfim estava indo pro ponto de ônibus que fica a umas duas ruas da minha casa, quando estava a poucos metros do ponto, um menino de camisa de time e aba reta, me abordou dizendo: Perdeu!
Eu congelei, do outro lado da rua estava passando um grupo de 8 pessoas, eu estava com 50 reais na carteira e o celular da minha mãe.. não queria ser assaltado.. não pensei duas vezes, e sem ver se o menino estava armado, ou se estava vindo carro, sai correndo, atravessando a rua, e só ouvi o ladrão dizendo: vai correr ?!.. mais era tarde, jáh estava do outro lado da rua em meio ao grupo, perguntei a eles se poderia acompanha-los, pois havia sido quase assaltado.. eles falaram que sim, e sem olhar pra trás acompanhei eles até uma lanchonete, que fica em frente a rua da minha casa.. lá liguei pro meu pai, mais minha mãe que atendeu, não podia falar nada pra ela, senão ela ficaria nervosa, pedi pra ela passar o telefone pro meu pai, ai falei: pai não fala nada pra minha mãe.. vem me buscar aki na lanchonete que eu quase fui assaltado.. em menos de 5 min vejo meu pai correndo em minha direção, me senti seguro quando ele chegou, me senti confortável, e sem medo.. fomos andando pra casa, e eu fui contando a ele o que aconteceu.. no meio do caminho minha mãe vem correndo, preocupada pq meu pai havia saido de casa correndo, ai contei a ela.. e ela ficou nervosa como previsto.. e não queria mais deixar eu ir pra noitada, mais eu queria muito ir.. meu pai falou que me levaria, e então combinamos dele me levar, depois eu iria pra casa da minha amiga, e lá ele me buscava.. minha mãe nervosa, me abraçou e não queria me soltar, não queria deixar eu ir.. mais eu insisti e fui.. chegando lá encontrei com minhas amigas, e com os amigos de uma dela.. entramos no clube, dançamos, nos divertimos, e algumas horas depois duas das minhas amigas tiraram os sapatos e deixou na mesa em que estava todos que foram com a gente.. fomos lá pra frente do palco, dançar.. dançei no queijo e tudo.. no final quando voltamos pra mesa, não havia mais ninguém, e os sapatos haviam sumido.. perguntamos aos seguranças, mais nada.. saimos pra ir embora, e enquanto estavamos esperando o taxi, minha amiga viu o sapato no pé de uma garota que estava na mesma mesa que a gente, e a menina com outro sapato na mão.. ela foi lá dizer que o sapato era dela, e a menina disse que uma outra menina que também estava com a gente na mesa, vendeu o sapato pra ela por 20R$, e tinha dito que havia encontrado no banheiro, depois de uma conversa a menina devolveu o sapato, porém o sapato da minha outra amiga havia sido vendido para uma menina desconhecida.. e infelizmente não conseguimos recuperá-lo.. fomos embora putos..
No dia seguinte estava relembrando a noite anterior, foi quando me dei conta do risco que corri, ao fugir do assaltante, poderia ter levado um tiro, ou sido atropelado.. mais graças a Deus nada aconteceu.. essa jáh é a segunda vez da minha vida e nesse ano que sou assaltado, e que o ladrão não leva nada.. e o pior é que as duas foram perto da minha casa, que nunca foi perigoso.. mais agora todos os lugares são perigosos.. enfim essa foi a minha noite de 30 de outubro de 2010.. Onde tudo aconteceu comigo..

Por que tudo acontece comigo ?!

Ontem estava saindo pra noitada.. da qual minha mãe não me queria deixar ir, mais meu pai a convenceu.. enfim estava indo pro ponto de ônibus que fica a umas duas ruas da minha casa, quando estava a poucos metros do ponto, um menino de camisa de time e aba reta, me abordou dizendo: Perdeu!

Eu congelei, do outro lado da rua estava passando um grupo de 8 pessoas, eu estava com 50 reais na carteira e o celular da minha mãe.. não queria ser assaltado.. não pensei duas vezes, e sem ver se o menino estava armado, ou se estava vindo carro, sai correndo, atravessando a rua, e só ouvi o ladrão dizendo: vai correr ?!.. mais era tarde, jáh estava do outro lado da rua em meio ao grupo, perguntei a eles se poderia acompanha-los, pois havia sido quase assaltado.. eles falaram que sim, e sem olhar pra trás acompanhei eles até uma lanchonete, que fica em frente a rua da minha casa.. lá liguei pro meu pai, mais minha mãe que atendeu, não podia falar nada pra ela, senão ela ficaria nervosa, pedi pra ela passar o telefone pro meu pai, ai falei: pai não fala nada pra minha mãe.. vem me buscar aki na lanchonete que eu quase fui assaltado.. em menos de 5 min vejo meu pai correndo em minha direção, me senti seguro quando ele chegou, me senti confortável, e sem medo.. fomos andando pra casa, e eu fui contando a ele o que aconteceu.. no meio do caminho minha mãe vem correndo, preocupada pq meu pai havia saido de casa correndo, ai contei a ela.. e ela ficou nervosa como previsto.. e não queria mais deixar eu ir pra noitada, mais eu queria muito ir.. meu pai falou que me levaria, e então combinamos dele me levar, depois eu iria pra casa da minha amiga, e lá ele me buscava.. minha mãe nervosa, me abraçou e não queria me soltar, não queria deixar eu ir.. mais eu insisti e fui.. chegando lá encontrei com minhas amigas, e com os amigos de uma dela.. entramos no clube, dançamos, nos divertimos, e algumas horas depois duas das minhas amigas tiraram os sapatos e deixou na mesa em que estava todos que foram com a gente.. fomos lá pra frente do palco, dançar.. dançei no queijo e tudo.. no final quando voltamos pra mesa, não havia mais ninguém, e os sapatos haviam sumido.. perguntamos aos seguranças, mais nada.. saimos pra ir embora, e enquanto estavamos esperando o taxi, minha amiga viu o sapato no pé de uma garota que estava na mesma mesa que a gente, e a menina com outro sapato na mão.. ela foi lá dizer que o sapato era dela, e a menina disse que uma outra menina que também estava com a gente na mesa, vendeu o sapato pra ela por 20R$, e tinha dito que havia encontrado no banheiro, depois de uma conversa a menina devolveu o sapato, porém o sapato da minha outra amiga havia sido vendido para uma menina desconhecida.. e infelizmente não conseguimos recuperá-lo.. fomos embora putos..

No dia seguinte estava relembrando a noite anterior, foi quando me dei conta do risco que corri, ao fugir do assaltante, poderia ter levado um tiro, ou sido atropelado.. mais graças a Deus nada aconteceu.. essa jáh é a segunda vez da minha vida e nesse ano que sou assaltado, e que o ladrão não leva nada.. e o pior é que as duas foram perto da minha casa, que nunca foi perigoso.. mais agora todos os lugares são perigosos.. enfim essa foi a minha noite de 30 de outubro de 2010.. Onde tudo aconteceu comigo..